2019 – Mensagem de Páscoa de Irmão Chidananda

“Contemple seu Eu imortal ressuscitado com Cristo na Luz reveladora da Consciência Crística, que está presente em cada alma, em cada flor, em cada átomo.”
– Paramahansa Yogananda

 

 

 

A jubilosa mensagem da Páscoa da ressurreição de Jesus Cristo nos recorda novamente sua gloriosa vitória sobre todas as limitações da vida mortal – e encoraja cada um de nós a despertar a liberdade, o poder e a alegria ilimitados que estão em nossa própria alma. Ao refletirem sobre a vida divina de Jesus, que o seu exemplo possa inspirá-los e fortalecer a confiança em que a luz universal da Consciência Crística nele manifestada está também dentro de vocês. Ela espera ser ressuscitada das limitações do ego, para eliminar a crosta da ignorância que se acumulou no trato com o mundo exterior da dualidade e com o ambiente interior autocriado de hábitos e pensamentos limitantes, aos quais a maioria das pessoas está acostumada.

Deus criou nossa alma à bela imagem de Seu amor e de Sua bondade, e concedeu a cada um de nós o poder para manifestar essa imagem em nossa vida. A consciência abrangente de Jesus refletiu perfeitamente esse amor crístico que transcende um pequeno círculo de zelo para com os demais, a fim de incluir todos os filhos de Deus. Ele não julgava as pessoas de acordo com nacionalidade ou condição social, nem rejeitava aqueles que haviam errado. Até mesmo na cruz, ele buscou o perdão para seus inimigos. Perceber e respeitar Deus em todos é um modo maravilhoso de expandir nossa consciência humana, transformando-a em consciência divina. Cada vez que procuramos compreender alguém cujas opiniões diferem das nossas, ou expressamos consideração pelas necessidades dos outros, ampliamos os horizontes de nossa mente e aumentamos a compaixão de nosso coração. Gurudeva Paramahansa Yogananda disse: “Uma das maiores vitórias sobre o eu inferior é a certeza da capacidade que você tem de ser sempre amável e prestativo; é a segurança de saber que ninguém conseguirá fazê-lo agir de outro modo”. O mundo considera que “poder” significa a capacidade de controlar os demais. Entretanto, as almas unidas a Deus – assim como Cristo – comprovaram que não há maior poder do que ser capaz de controlar a própria consciência de acordo com a vontade de Deus e com Suas leis do amor e da verdade. Quando seguimos esse exemplo, não mais necessitamos depender do inconstante mundo de maya para preservar nossa autoestima, nem precisamos ser governados pelo ego míope. Conhecemos a garantia e a liberdade interior de uma mente tranquila e um espírito sereno. É com essa consciência que Jesus vivia.

O desabrochar mais pleno de nosso potencial imortal surge quando, com um anseio cada vez mais profundo, comungamos com Deus no silencioso templo da alma. Cada esforço devocional para entrar em contato com essa Presença Divina que habita em nosso interior nos aproxima da ressurreição da consciência humana para a Consciência Crística. Ao sentir um contato ainda que momentâneo com a realidade do amor de Cristo em nosso coração – que nos confere satisfação plena –, percebemos que não há nada mais a desejar ou necessitar. Quaisquer que sejam nossas circunstâncias externas, encontramos em nosso interior uma profunda segurança e confiança, sabendo que estamos nas mãos amorosas Daquele que nos criou à Sua imagem de imortalidade e alegria.

Que o alvorecer dessa percepção em sua alma seja o seu abençoado despertar nesta Páscoa.

Irmão Chidananda

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *