A Crucificação

“Ó Cristo, amado filho de Deus! A tua provação na cruz foi uma vitória imortal da humanidade sobre a força; da alma sobre a carne. Possa o teu exemplo inefável encorajar-nos a carregar com bravura nossas cruzes menores. Ó grande Amante da humanidade dilacerada pelo erro! Em miríades de corações ergue-se um monumento invisível ao mais poderoso milagre do amor – as tuas palavras: ‘Perdoa-os porque não sabem o que fazem’ “.

– Paramahansa Yogananda, no livro “Sussurros da Eternidade”.

Mensagem de Ano Novo de Irmão Chidananda 2022

Já que o Ano Novo se inicia, façamos nossa vida entrar em nova era, com resolução concentrada e determinação espiritual.

– Paramahansa Yogananda

Meus queridos,

Um abençoado Ano Novo é o que todos nós dos ashrams de Gurudeva Paramahansa Yogananda desejamos a vocês! E afetuosos agradecimentos pelos bons votos e lembranças que nos enviaram do mundo inteiro durante a época do Natal, e pelas muitas maneiras amáveis com que vocês se dirigiram a nós durante todo este ano que passou.

Ao iniciarmos 2022, minha prece sincera é que Deus os abençoe tangivelmente com um senso positivo de direção para traçar seu caminho através dos desafios e mudanças que são um fato da vida nesta era de transição. Que vocês possam experimentar interiormente a sabedoria e segurança que nosso Guru descreveu nestas belas palavras: “O entendimento é o bem mais precioso de cada alma. É a visão interior, a faculdade intuitiva com que você pode perceber claramente a verdade – a respeito de si mesmo, dos outros e de todas as situações que surgem em seu caminho –, ajustando atitudes e ações corretamente.”

Como podemos encontrar essa clareza e confiança para discernir o que é correto e aderir a ele? Um renovado compromisso com a meditação diária atentamente focalizada no Ser Divino é a maior dádiva que vocês podem oferecer a si mesmos e à sua família nesta época de extensas conturbações sociais, econômicas e inclusive ambientais. O contato devocional diário com a Fonte Eterna de segurança e resiliência é a maneira de nos treinarmos numa assertiva constante e vívida do poder de nossa alma para “permanecer inabalável em meio à destruição de mundos em colisão”.

A habilidade para ancorar a consciência em Deus pode parecer difícil de implantar à vontade quando enfrentamos os desafios da vida como devotos isolados, solitários. Entretanto, quando temos as mãos e o coração unidos a Deus e ao Guru – e aos milhares de amigos divinos com quem compartilhamos este caminho abençoado –, podemos encontrar a estabilidade e fortaleza para seguir adiante resolutamente em nosso progresso espiritual, não importa as perturbadoras contracorrentes de acontecimentos que tentem nos desviar do caminho. Individualmente, podemos estar sujeitos à lei de que o ambiente é mais forte do que o poder de vontade, mas a vontade unificada de muitos pode modificar o ambiente – ou criar um novo ambiente.

Através da meditação em grupo e da amizade divina, fortalecemos nossos esforços pessoais com as vibrações espirituais geradas coletivamente por Kriya iogues que meditam ao redor do mundo. Muitos de vocês expressaram gratidão pelo ambiente virtual recentemente estabelecido de meditações online, reuniões devocionais e aulas em vários idiomas, que vêm aprofundando seu sadhana nos últimos dois anos, e especialmente pela inspiradora sintonização com nosso venerado Guru, que vocês experimentam ao participar. Desejo lhes assegurar que planejamos prosseguir com todos esses programas em nosso “templo sem paredes” internacional – incluindo nossa Convocação online – e expandi-los conforme nos seja possível.

Que o elo de satsanga (associação com a Verdade) que nos mantém unidos como uma família verdadeiramente mundial continue a infundir em nossas vidas individuais a coragem, o poder e a convicção de que a luz e a alegria de Deus são mais tangivelmente reais do que qualquer experiência transitória no mundo externo. E que essa Luz, Verdade e Alegria os guiem constantemente para a realização de seus objetivos mais elevados e mais nobres – no Ano Novo e sempre.

Em amizade e amor divinos,

Irmão Chidananda

Mensagem de Natal do Irmão Chidananda 2021

Faça de seu coração um altar do amor de Cristo […] de maneira que você possa amar todas as pessoas, percebendo que cada templo corporal é a morada do Cristo onipresente.
– Paramahansa Yogananda

Meus queridos,

Afetuosas saudações natalinas a vocês, membros e amigos da família espiritual de Paramahansa Yogananda ao redor do mundo! Que a luz e o poder espiritual desta época de alegria os inspirem e elevem, enquanto celebramos o nascimento – e o renascimento – do abençoado Senhor Jesus Cristo.

Jesus, um bem-amado avatar (manifestação pessoal de Deus) que corporificou a Consciência Crística universal (Kutastha Chaitanya), está eternamente vinculado – juntamente com Mahavatar Babaji – à disseminação da Kriya Yoga desde a Índia até o Ocidente. Através dos sublimes ensinamentos e técnicas disseminados no mundo inteiro por Paramahansa Yogananda a pedido de Jesus e Babaji, cada um de nós recebeu os meios pelos quais podemos preparar o berço de nosso coração para o nascimento do infinito Menino Jesus. Por meio da comunhão com essa consciência sagrada na meditação, descobrimos a verdadeira “Segunda Vinda de Cristo” – em nosso próprio interior. Minha oração sincera é que a graça e o magnetismo divinos, irradiando-se desde os reinos celestiais com especial poder durante esta época sagrada, possam atrair a alma de vocês em meditação para as profundezas da amorosa presença de Deus, que transforma a vida e unifica todos os seres em uma só família divina. Essa é a verdadeira celebração espiritual do Natal, que os seguidores de Paramahansaji do mundo inteiro aguardam com tanta expectativa nesta época do ano.

Então, renovados pelo Ser Divino desperto em nosso interior, vamos levar essa consciência às belas celebrações e festividades do Natal – irradiando luz e amor aos que nos são caros, e oferecendo-lhes nossos presentes de bondade, entendimento e gratidão. Quando estamos em contato com essa luz de Cristo dentro de nós, automaticamente difundimos harmonia onde quer que estejamos. Em nossas meditações e em nossos atos de bondade e serviço aos outros ao longo do novo ano, que possamos sentir nossa consciência expandindo-se a cada dia, enquanto mais uma vez a impregnamos de amor divino, contribuindo assim de modo pessoal para a paz e boa vontade em nossas comunidades, nações e o mundo.

Neste Natal, os votos de minha alma para vocês e seus entes queridos são pelo renascimento, em sua própria consciência, da universalidade do Jesus sempre-vivo, e do amor crístico e da alegria que constituem a eterna dádiva dele a cada membro da família hu mana.

Que vocês tenham um Natal muito abençoado e um Ano Novo de realizações espirituais!

Brother Chidananda

Janmashtami 2021

Queridos,

Saudações afetuosas a todos vocês enquanto celebramos com alegria o aniversário de nascimento de Bhagavan Sri Krishna, nos unindo a incontáveis ​​almas em todos os lugares para oferecer nosso amor, devoção e gratidão a esta sublime encarnação do amor divino.

Neste Janmashtami, que a graça e bênçãos especiais de Sri Krishna nos inspirem a incorporar seu exemplo de uma vida equilibrada de ação correta guiada pela sabedoria divina. Ao absorver seus ensinamentos universais consagrados no Bhagavad Gita, que falam direta e profundamente aos tempos que estamos passando, vamos despertar dentro de nós qualidades imortais da alma – fortaleza, fé, destemor – lembrando que nossas provações não têm o objetivo de subjugar nós apenas para trazer à tona nossa natureza divina heróica e invencível. A meditação diária sobre Deus e seus avatares, e confiar neles para nos ajudar a superar em todos os sentidos, nos dá acesso a recursos infalíveis de coragem, serenidade e intuição criativa em meio às mais severas dificuldades.

Essa é a mensagem que Bhagavan Krishna proclama ao devoto de Arjuna dentro de cada um de nós. Unindo o coração, a mente e a alma com o Espírito, usando a ciência sagrada do Kriya Yoga exaltada no Gita, nos tornamos mais bem equipados para prevalecer de maneira pacífica e sábia em nossas próprias batalhas internas de Kurukshetra. Por meio da ação correta guiada pelo amor e calma, nos tornamos pacificadores em nosso ambiente familiar e em nossas comunidades, interagindo harmoniosamente com respeito enobrecedor por cada alma como um filho de Deus.

Ao manifestar as qualidades inatas de nossa alma, como fez o Senhor Krishna e todos os grandes, temos o poder de viver e servir na consciência de Deus, irradiando Sua luz e amor a todos os que cruzam nosso caminho. Vamos caminhar juntos na abrangência do Espírito, seguindo humildemente os passos do amado Krishna que é para toda a humanidade “uma personificação do amor divino, dando alegria a todos.” Por meio de nossa disposição de ser divinos, aumentamos as energias que estão constante e seguramente evoluindo para um mundo melhor.

Que a mensagem e as bênçãos de Bhagavan Sri Krishna guiem você incessantemente,

Irmão Chidananda

Coragem, Força e Poder de Conquista: Uma Mensagem do Irmão Chidananda

Nesta mensagem de vídeo, o irmão Chidananda, presidente e chefe espiritual da Self-Realization Fellowship/Yogoda Satsanga Society of India, estende as mãos para tranquilizar e encorajar os milhares de devotos e amigos da SRF/YSS atualmente sendo impactados pela pandemia do Covid-19, especialmente na Índia.

O Discipulado na SRF/YSS e a História Subjacente à Liga Voluntária de Discípulos Leigos

Em dezembro de 2020, foi publicado no Blog da Sede Central uma mensagem especial de Irmão Chidananda, presidente da Self-Realization Fellowship/Yogoda Satsanga Society of India, sobre a Liga Voluntária de Discípulos Leigos. Naquela publicação, ele estendeu-se sobre o seu anúncio (na Convocação de 2020) do futuro lançamento desse “grande marco no desenvolvimento da missão mundial de Paramahansa Yogananda”.

Os planos estão ainda em andamento para lançarmos um website completo da Liga Voluntária de Discípulos Leigos ainda nesta primavera, quando estaremos prontos para aceitar inscrições. Enquanto isso, Irmão Chidananda prossegue no processo de apresentação da liga de discípulos leigos por meio desta segunda publicação no Blog, a fim de compartilhar com vocês algo da história inspiradora de como surgiu a Liga Voluntária de Discípulos Leigos.

Breve História do Discipulado na SRF/YSS

Uma vez que o propósito da Liga Voluntária de Discípulos Leigos é oferecer um meio para o desenvolvimento de discípulos cujo desejo seja seguir de modo tão pleno quanto possível seu guru, Paramahansa Yogananda, pode ser útil aqui uma breve revisão do que significa ser um discípulo na Self-Realization Fellowship/Yogoda Satsanga Society of India.

Tal como os membros da SRF/YSS bem o sabem, a dispensação espiritual mundial confiada a Paramahansa Yogananda foi implementada conjuntamente por Jesus Cristo e Mahavatar Babaji. [1] A orientação divina desses dois grandes avatares se reflete no caminho sagrado do discipulado que Paramahansa Yogananda ofereceu a seus próprios seguidores profundamente dedicados.

Discípulos de Jesus

Nos Evangelhos do Novo Testamento, encontramos muitos insights significativos sobre o discipulado, manifestando-se na vida dos seguidores de Jesus. Paramahansaji nos diz: “Os grandes mestres vêm com dois objetivos: inspirar e iluminar certo número de pessoas ou uma grande multidão e treinar discípulos verdadeiros, que modelam suas vidas segundo a do mestre. Estes últimos são os membros da verdadeira ‘família’ do santo, formando um grupo íntimo no qual ele planta sua vida espiritual. Jesus teve doze desses discípulos – e outros também –, mas um dos doze traiu seu amor e confiança. A tarefa mais difícil de todo mestre espiritual designado por Deus consiste em formar outros iguais a ele mesmo, mas Jesus produziu discípulos genuinamente crísticos.”

Um discípulo é alguém que aceita a disciplina de um guru para alcançar a perfeição espiritual, e que segue os passos do guru, esforçando-se diariamente para se tornar um exemplo vivo de seus ensinamentos e ideais. Isso requer um espírito de entusiasmo e dedicação, qualidades necessárias para todos os discípulos, quer sigam o caminho do monasticismo ou de um chefe de família. Deus não tem favoritos. Ele escolhe aqueles que escolhem a Ele.

O critério para o discipulado é seguir e ser leal aos ensinamentos do guru. Dentre as multidões que ouviram os ensinamentos de Jesus, apenas um grupo relativamente pequeno de fato o seguiu. Foi essa falha das multidões em segui-lo e em receber os benefícios de seus ensinamentos que impeliu Jesus a perguntar: “Por que me chamais: ‘Senhor, Senhor’, e não fazeis o que eu vos digo?” (Lucas 6:46). De acordo com Paramahansaji, Jesus expressou um sentimento semelhante em nossa era moderna. Embora a verdade interior – o espirito vivo – de sua mensagem de comunhão divina tenha sido preservada durante 2000 anos por devotos abnegados nos monastérios e conventos – disse nosso Guru -, produzindo muitos santos de autêntica Autorrealização crística (Santo Antônio, São Francisco de Assis, Santa Tereza de Ávila e outros), Jesus não estava satisfeito com a estrutura externa de um “igrejismo” que havia se desenvolvido em torno de seu nome e de seus ensinamentos. Paramahansaji escreveu: “O Jesus ressuscitado e sempre vivo conferenciou com Mahavatar Babaji na Índia, lamentando: ‘Que aconteceu com minhas igrejas? Elas estão realizando boas obras, mas perderam o conhecimento da verdadeira comunhão – o autêntico contato com Deus – e não sabem como perceber minha consciência e transmiti-la aos outros.’”

Paramahansaji prosseguiu, explicando: “Por meio da ciência de Kriya Yoga enviada por Mahavatar Babaji em comunhão com Jesus Cristo, a Self-Realization Fellowship está ensinando, na era moderna, a mesma verdade universal subjacente ao Cristianismo original de Cristo e à Yoga original de Krishna.”

As Instruções de Babaji sobre o Discipulado

O início do movimento de Kriya Yoga nos tempos modernos incluiu outro importante marco em nossa compreensão do relacionamento guru-discípulo, como é praticado na SRF/YSS. No capítulo 34 de Autobiografia de um Iogue, Paramahansaji registrou as palavras de Babaji e Lahiri Mahasaya sobre esse tema.

Lahiri Mahasaya relatou: “Babaji instruiu-me nas regras antigas e rígidas que governam a transmissão da arte da yoga de guru a discípulo. ‘Conceda a chave da Kriya somente a chelasqualificados’, disse Babaji. ‘Quem promete sacrificar tudo na busca da Divindade está apto a desvendar os mistérios finais da vida por meio da ciência da meditação.’

“’Angélico Guru, o senhor, que já prestou um benefício à humanidade com a ressurreição da perdida arte da Kriya, não o aumentará se abrandar as severas exigências para a aceitação de discípulos?’ Olhei suplicante para Babaji. ‘Peço que me permita conferir a Kriya a todos os buscadores sinceros, mesmo que a princípio não sejam capazes de devotar-se à completa renúncia interna. Os homens e mulheres do mundo, torturados, perseguidos pelo tríplice sofrimento, [2] necessitam de incentivo especial. Talvez nunca tentem caminhar para a liberdade se a iniciação em Kriya lhes for vedada.’

“’Assim seja. A vontade divina se expressou por seu intermédio. Dê Kriya a todos aqueles que humildemente pedirem sua ajuda’, respondeu o misericordioso guru.”

Em uma palestra aos discípulos na Sede Central da SRF em 1949, Paramahansa Yogananda assim explicou esse incidente: “Durante eras, a Kriya Yoga havia permanecido oculta do público em geral, para assegurar que a antiga ciência sagrada fosse conhecida apenas por ‘chelas qualificados’ – monges e outros renunciantes, principalmente Brahmins, cuja vida inteira era dedicada somente à realização divina.

Embora as antigas restrições de ascetismo e renúncia tenham sido abandonadas por Babaji a fim de que as multidões pudessem beneficiar-se da Kriya Yoga, ele ainda assim requisitou a Lahiri Mahasaya e a toda descendência de sua linhagem espiritual (a linhagem de Gurus da SRF/YSS) que exigissem daqueles que solicitassem iniciação um período de treinamento espiritual preliminar, como preparação para a prática de Kriya Yoga.”

Como é bem conhecido, foi em 1920 que Mahavatar Babaji visitou Paramahansa Yogananda e o abençoou para que viajasse à América – e de lá difundisse mundialmente os ensinamentos da Kriya Yoga, dizendo: “Kriya Yoga, a técnica científica de realização divina, terminará por difundir-se em todas as terras e ajudará a harmonizar as nações por meio da percepção pessoal e transcendente que o ser humano terá do Pai Infinito.”

História do Discipulado Leigo na SRF/YSS

Paramahansaji se dirige aos membros da SRF durante a Convocação Mundial de 1950

Nos primeiros anos de seu trabalho na América, Paramahansaji aprovava pessoalmente cada indivíduo que recebia a sagrada iniciação em Kriya Yoga, por meio da qual se estabelece o relacionamento guru-discípulo.

Em 1951-52, sabendo que sua encarnação física estava chegando ao fim, ele transmitiu a seus discípulos próximos as regras que deveriam ser seguidas para conceder a iniciação em Kriya Yoga a partir de então. As Lições SRF e as técnicas básicas permaneceriam disponíveis a todos que desejassem recebê-las – membros de qualquer igreja ou caminho espiritual, ou sem afiliação religiosa -, mas a iniciação em Kriya deveria ser concedida apenas àqueles que se tornassem membros da SRF ou YSS, e que aceitassem formalmente o relacionamento guru-discípulo. Tais orientações têm sido observadas desde então pela SRF e YSS, resultando na família espiritual mundial continuamente crescente de discípulos leigos com a qual nos regozijamos hoje.

Formação do Primeiro Grupo de Discípulos Leigos

Em seus últimos anos, Paramahansaji algumas vezes se referia aos que haviam recebido por seu intermédio a iniciação em Kriya Yoga como “discípulos da ordem”. [3] Em outras palavras, ele considerava todos os devotos da SRF/YSS que haviam feito o Juramento de Kriya como membros de uma ordem de discipulado – não apenas os que faziam os votos da ordem monástica. Além disso, o Guru despendeu muito tempo de seus últimos anos trabalhando para estabelecer um plano e estruturação para os discípulos leigos que desejavam cumprir um papel no serviço à obra. Ele apresentou o plano de vida para os discípulos – agora oferecido na Lição 5 de Kriya -, que incluía várias maneiras pelas quais o discípulo poderia servir ativamente o trabalho e a missão do Guru. Ele pediu a Meera Mata que iniciasse a organização dos membros do Templo de Hollywood num primeiro Grupo de Discípulos Leigos da SRF. Meera Mata trabalhou com os principais discípulos leigos a fim de estabelecer o padrão para um movimento que abrangesse a totalidade dos discípulos leigos da SRF. Eugene e Marjone Benvau foram os primeiros líderes leigos do grupo; e outros membros dedicados vêm continuando em papéis de liderança ao longo dos anos até o dia de hoje.

Meera Mata

Na década de 1970, Irmão Bhaktananda passou a cooperar com Meera Mata na orientação desse grupo, conduzindo encontros mensais de Discípulos Leigos e aulas de discipulado no India Hall. O programa prossegue, sob a direção dos monges que sucederam ao Irmão Bhaktananda como ministro responsável pelo Templo de Hollywood.

Em uma carta enviada aos devotos em 1962, Meera Mata escreveu:

“O Grupo de Discípulos Leigos do Templo de Hollywood da SRF é o início de uma Ordem que foi um sonho muito querido de nosso Mestre, Paramahansa Yogananda. Este grupo é formado por membros da SRF que desejam se tornar mais ativos no trabalho da SRF e promover o crescimento desta obra de todo modo que lhes seja possível.”

Em 2019, o lançamento da nova edição das Lições SRF ofereceu a todos os seguidores de Paramahansaji um abrangente plano de vida para o verdadeiro discipulado. O presidente da SRF, Irmão Chidananda, anunciou então a inauguração formal da Liga Voluntária de Discípulos Leigos, que vem sendo implementada e será aberta aos membros da SRF na primavera deste ano.

Nossa Convocação anual – sem dúvida, o maior e mais complexo evento realizado pela SRF a cada ano – é alegremente planejada e organizada por centenas de devotos voluntários. Esta foto mostra voluntários servindo o almoço aos devotos em peregrinação à Sede Central da SRF durante uma Convocação há alguns anos.

Esperamos compartilhar num futuro próximo mais notícias sobre o iminente lançamento da Liga Voluntária de Discípulos Leigos (a Liga Sevak da YSS).

Notas finais:

[1] Veja a explicação em Autobiografia de um Iogue, capítulos 33-37, bem como na revista Self-Realization, edição da Primavera 2020.

[2] O sofrimento físico, mental e espiritual, manifestado respectivamente na doença, nos desequilíbrios psicológicos ou “complexos” e na ignorância espiritual.

[3] “Nunca afirmo que os outros são meus discípulos”, ele disse. “Deus é o Guru. Eles são discípulos Dele.”

75 anos da Autobiografia de um Iogue está chamando atenção das mídias na América do Norte

O 75º aniversário do best-seller de Paramahansa Yogananda, clássico espiritual, Autobiografia de um Iogue está agora chamando a atenção da mídia local e nacional. Citando o poder contínuo do livro para inspirar e educar, dezenas de sites de notícias dos EUA e do Canadá cobriram o marco.

Mais recentemente, The Eden Magazine – um periódico online que tem audiência mundial e publica histórias edificantes apresentando “unidade na diversidade para o benefício da humanidade” – homenageou este aniversário especial com uma publicação de duas páginas em sua edição de fevereiro de 2021. Anunciando a Autobiografia de um Iogue como “o livro preferido para milhões de buscadores e entusiastas de ioga em todo o mundo”, eles apresentam um trecho do capítulo sobre a visita de Yogananda a Mahatma Gandhi no ashram do grande líder em Wardha.

Acesse a revista online na íntegra em inglês aqui: February 2021 issue of The Eden Magazine.

 

Mensagem de Páscoa 2021 – por Irmão Chidananda

Meus queridos,

Desejo a vocês uma Páscoa muito abençoada, em nome de todos os discípulos monásticos dos ashrams de Paramahansa Yogananda! Oramos para que, ao celebrarem esta ocasião sagrada e plena de alegria da ressurreição de Jesus Cristo, a gloriosa vitória que ele alcançou, da luz sobre as trevas, preencha sua consciência com renovada confiança em um futuro mais radiante para vocês e toda a humanidade. Esta época auspiciosa em que a presença dele pode ser sentida tão intensamente é uma oportunidade maravilhosa para refletir sobre sua vida e exemplo divino, e pedir suas bênçãos para os esforços que empreendam a fim de que ressuscitem para os ampliados potenciais e liberdade da alma, que são nossa verdadeira natureza.

O derradeiro triunfo da ressurreição de Jesus foi a culminância de incontáveis pequenas vitórias interiores da alma sobre a consciência do ego. Em nossa própria vida, temos oportunidades diárias para imitar esse modo crístico de viver. O mundo nos incita a seguir os impulsos do ego — nosso gostar e não-gostar; os ditames dos sentidos, emoções ou hábitos — e a dar pouca atenção às orientações mais sábias da intuição da alma. Entretanto, cada vez que intencionalmente utilizamos nossa atenção e vontade para dar ouvidos à voz da consciência que nos conduz à felicidade — para nos harmonizar com os valores e princípios eternos ensinados por Jesus, Krishna e todos os grandes mestres —, damos mais um passo rumo à nossa ressureição.

Nos últimos meses, foram intensas as instigações do mundo para que nos concentrássemos naquilo que nos separa de nosso próximo, estimulando o ódio e a hostilidade. A Páscoa é um chamado à expansão de nossa consciência para além do sepulcro autocriado do ego, para reconhecer nossa unidade essencial com todas as almas e para nos interessar com a felicidade delas, assim como cuidamos de nosso próprio bem-estar, pois somos filhos do mesmo Pai. Jesus serviu a todos e incluiu a todos em seu amor e compaixão — até seus inimigos. Cada um de nós pode compartilhar ativamente dessa consciência divina ao expressar respeito e consideração mesmo àqueles de quem talvez discordemos, contribuindo assim para maior harmonia em nossa família mundial. Desse modo, podemos renovar em nosso coração, nesta era em que vivemos, a perene promessa da Páscoa: que a luz e o amor de Deus prevalecerão sempre.

A luz de Deus despertará e se irradiará com maior brilho em sua vida através da comunhão interior com Ele e mantendo seu coração livre de pensamentos negativos — medos, preocupações e entrega a uma consciência de “perdição e desolação” que resulta do uso indiscriminado dos meios de comunicação. Recebam alento da profética declaração de Paramahansaji sobre o Cristo universal: “Ele ressuscitou na era atômica, e todas as devastações que esta originou não poderão ocultar o nascimento de seu espírito de nova vida, de nova humanidade, que surge do berço da sabedoria e do amor universal”. A ciência de Kriya Yoga que Paramahansaji trouxe como uma atribuição especial para esta era constitui uma evidência dessa nova vida; e ao meditar devotadamente, orar e viver os ideais crísticos que ele nos recordou, façamos nossa parte para criar um novo mundo repleto da luz e do amor de Deus.

Votos afetuosos de uma Páscoa alegre e abençoada para vocês e os que lhes são caros,

Irmão Chidananda

Mensagem de ano novo do irmão Chidananda 2021

Queridos,

Todos nós nos ashrams de Gurudeva Paramahansa Yogananda desejamos a você um Ano Novo alegre e gratificante – e a cada um de nossos queridos amigos em sua família espiritual mundial. Neste momento de novos começos, pensamos especialmente em você e enviamos nossas orações para que por meio de sua própria fé e determinação e da ajuda de Deus, você possa alcançar seus objetivos mais queridos. Também quero agradecer a todos por suas cartas, mensagens e presentes durante as festas de fim de ano e ao longo do ano. Sua amizade e apoio significam muito para mim, assim como para todos os monges e monjas; e apreciamos as muitas maneiras pelas quais você expressa os ideais de Guruji em suas vidas.

Certamente, o ano passado foi desafiador em todo o mundo. Mas subjacente às dificuldades, uma lição espiritual é evidente – uma que os seguidores deste caminho terão reconhecido há muito tempo: a crescente compreensão de que a cura duradoura para a discórdia nesta terra não pode ser encontrada apenas em soluções externas, mas apenas por nossa sintonia interna com Deus. Foi um exemplo de “tempo divino” que no ano passado de estímulos urgentes para uma conexão mais profunda com as leis eternas da Verdade coincidiu com o centenário da missão do nosso Guru de espalhar a ciência do despertar da alma da meditação Kriya Yoga em todo o mundo. Vamos continuar a fazer tudo o que pudermos nos dias que virão para encorajar a disseminação da espiritualidade universal para harmonizar e unir nossa civilização global.

Ao entrarmos no novo ano, minha oração é que você decida tirar o máximo proveito das técnicas e ensinamentos de meditação do despertar espiritual que Paramahansaji concedeu ao mundo. Que este seja um novo começo em sua vida; deixe seu próprio entusiasmo e esforço para meditar contribuir profundamente para a harmonia, sabedoria e amor divino tão necessários para nossa família humana.

Deus nos deu os dons divinos de que precisamos para aproveitar ao máximo esse novo começo: o dom da livre escolha e a força de vontade dinâmica para atingir nossos objetivos. Reserve algum tempo para reflexão silenciosa para se fortalecer com lembranças de boas ações, lições aprendidas, vitórias conquistadas e as bênçãos espirituais obtidas nos desafios enfrentados com coragem. Limpe de sua consciência toda a “bagagem” autolimitada de erros passados ​​e pensamentos negativos sobre si mesmo ou sobre os outros. Concentre-se nas novas possibilidades disponíveis para você agora – nas mudanças positivas que deseja fazer. Sinta a revigorante brisa fresca de esperança varrendo todas as preocupações e dúvidas e infunda seus esforços com vontade e confiança dinâmicas, afirmando que você alcançará seu objetivo.

Nosso Guru não permitiu que os devotos ao seu redor usassem a palavra “não posso”. Ele disse: “Explodir aquela casca de‘ não posso ’no ar livre de‘ eu posso ’”. Ele tem fé em você; Deus tem fé em você; e se você perseverar e tiver fé em si mesmo e em Sua ajuda e amor, você não pode falhar. “Entre nos portais do Ano Novo com uma nova esperança”, Guruji nos encorajou. “Lembre-se de que você é um filho de Deus … Ele o ama para sempre. Pense nisso. Acredita nisso. Saiba disso. E de repente, um dia, você descobrirá que está imortalmente vivo em Deus. ”

Que Deus abençoe você e seus entes queridos neste ano novo e sempre,
Irmão Chidananda